GeoEstratégia, Aviação, Defesa, História, Conflitos, dentre outras coisas...

quarta-feira, junho 07, 2017

Shaanxi Y-8 de Myanmar se acidenta

By on 7.6.17

Destroços identificados como peças do avião militar birmanês desaparecido ao largo da Birmânia com mais de 100 pessoas a bordo foram encontrados no mar, anunciou uma fonte oficial.

Os destroços do avião militar de Myanmar que transportava 104 pessoas e que desapareceu esta quarta-feira entre as cidades de Myeik e Yangon foram encontrados no mar, de acordo com informação oficial avançada pela AFP.

“Foram encontradas no mar peças do avião”, a 218 quilómetros da cidade de Dawei (sudeste da Birmânia), disse, em declarações à agência noticiosa francesa France-Presse, Zaw Naing Lin, um responsável da força aérea birmanesa.

As operações de busca estão a decorrer no Mar de Andamão com recurso a quatro navios da marinha e a dois aviões.

O aparelho desaparecido é um Shaanxi Y-8, um modelo de avião militar chinês, que foi entregue em março de 2016 e que contava com 809 horas de voo, que terá perdido a comunicação com o aeroporto "de forma repentina" às 13h35 (hora local), quando o avião atingiu cerca das 20 milhas (32 quilómetros) a oeste da cidade de Dawei", afirmou, em comunicado, o escritório do comandante e chefe do Exército.

Segundo a Reuters, Kyaw Kyaw Htey, um oficial do aeroporto de Myeik, disse que o tempo estava "normal" e que a visibilidade era boa, o que remete o desaparecimento do aparelho para uma falha técnica.

O avião descolara pouco tempo antes da cidade de Myeik, na zona sul de Myanmar, e teria como destino Yangun, a capital económica do país.

Fonte aeroportuária terá dito à AFP que o avião transportava 90 passageiros e 14 tripulantes. Segundo o The New York Times, a maioria dos tripulantes seriam familiares dos militares. Uma informação corroborada por Jonah Fisher, correspondente da BBC em Myanmar.

"Os passageiros eram militares e familiares que viajavam entre Myeik e Yangon", escreveu o jornalista do canal britânico na rede social Twitter.
"Este tipo de voos são organizados duas vezes por mês para as famílias dos militares", explicou uma fonte do aeroporto à AFP.

Em fevereiro de 2016, um avião militar birmanês despenhou-se num campo agrícola pouco depois de ter descolado, vitimando quatro pessoas e deixado uma outra ferida. O aparelho, do fabricante Beech Aircraft Corporation, caiu perto do aeroporto internacional de Naipydow, a capital do país.

Do Sapo 24

0 comentários:

Frases

Popular Posts

Postagens mais visitadas

Popular Posts